sábado, 15 de novembro de 2008

A arte de falar sobre nada.

Decidi escrever, falar sobre qualquer coisa. Não tenho muita coisa pra falar. Talvez seja por isso que eu falo muito.
Sou confuso. Estou confuso. Não ando bem das pernas, nem da coluna, nem da cabeça. Não ando bem...
Difícil é quando nada mais acrescenta alguma coisa. Chega a hora de mudar. Ok, mudar o que? Se o meu maior problema, nesse momento, não tem nenhuma relevância. Nada é relevante o bastante. A maioria nunca é relevante. Eu não vou levar nada que me oferecem. Por isso vou aceitar.
Quanto tempo? Quanto tempo? É só mais uma garrafa de água mineral vazia e suada. Só mais uns biscoitinhos vindos do Japão. Não era para ser importante.
É isso.

Nenhum comentário: